MUITO SE FALA SOBRE O TEMPO, ou melhor, sobre a falta dele. Parece que nunca temos tempo o suficiente para fazermos tudo o que precisamos e queremos… Estamos sempre correndo, nos movimentando, atrasando e nos queixando de não darmos conta de tudo. E o fato é que realmente existe muito mais atividades e oportunidades no mundo, do que tempo e recursos para investir nelas.

Nesta Era Tecnológica, somos frequentemente bombardeados por uma série de informações e está cada vez mais difícil mantermos o foco e conseguirmos nos concentrar numa atividade. No trabalho o computador sempre tem mais de uma janela do navegador aberta, enquanto isso intercalamos com a olhada no celular que acabou de apitar avisando a chegada de uma nova mensagem ou com a conversa com o colega do lado, enfim, são tantas coisas INTERESSANTES que temos ao redor que é comum chegarmos no final do dia com a sensação de que não rendemos o que precisava e que não fizemos o que era realmente IMPORTANTE. E assim, fazemos hora extra, levamos trabalho para casa ou simplesmente chegamos em casa estressados por não ter conseguido entregar o relatório no prazo, ficamos preocupados com tudo o que precisa ser feito no dia seguinte e desta forma os dias, meses e anos vão passando.

Em meio a toda esta correria, como ficam os filhos e a família? Aguardando o final de semana para poderem aproveitar a companhia uns dos outros.

Recentemente ouvi de uma criança “Não é justo ter só dois dias da semana para poder brincar e ficar com meus pais, queria que eles pudessem ficar mais tempo comigo”. Esta criança tem razão, não é justo, mas é a realidade de muitas famílias.

Se tem uma coisa que o Coaching me ajudou muito é ter foco na solução, então, diante deste cenário que descrevi acima, apresento 6 dicas que com certeza poderão contribuir para que você tenha mais tempo para brincar com seu filho:

  1. Faça uma lista de tudo o que precisa fazer. Quando colocamos no papel tudo aquilo que está ocupando nossos pensamentos e nos deixando preocupados, conseguimos ter mais clareza e gerenciar melhor as tarefas.
  2. Depois de colocar tudo no papel, aceite que não é possível dar conta de tudo ao mesmo tempo. Isso é óbvio, mas é extremamente importante estar ciente deste fato. Muitas pessoas desperdiçam tempo ao querer abraçar o mundo, se sobrecarregam e não conseguem concluir nada.
  3. Sabendo que não é possível dar conta de tudo saiba priorizar as tarefas. Pegue todas estas tarefas que você escreveu e separe-as em três blocos: importantes, urgentes e circunstanciais. Tarefas importantes são aquelas que fazemos e que são relevantes em nossa vida, trazendo resultados a curto, médio e longo prazo. Coisas importantes têm prazos de execução e nunca são urgentes. Urgentes são aquelas tarefas para as quais o tempo está curto ou se esgotou. E a esfera circunstancial abrange as atividades desnecessárias e que acabam roubando o nosso tempo, já que não nos leva a lugar nenhum e não nos traz nenhum resultado.
  4. Tendo clareza do que é importante, urgente e circunstancial, você poderá planejar o seu dia. Ao final de cada dia, você lista 6 tarefas que irá desempenhar no dia seguinte, obedecendo a prioridade delas, assim quando chegar no trabalho, você não perderá tempo pensando no que precisa fazer, você já se organizou com antecedência.
  5. Identifique e minimize tudo aquilo que rouba a sua atenção. Ter clareza disso já te ajudará a se policiar e repensar suas ações. Se você não resiste olhar no celular sempre que ele apita, que tal silenciar as notificações? Se ao entrar nas redes sociais você começa a ver as fotos e notícias e perde a noção do tempo, que tal colocar um alarme para te avisar que está na hora de retomar o trabalho?  
  6. Consciente de todas as tarefas que você precisa fazer, sabendo que não conseguirá dar conta de tudo, que é fundamental priorizar as mais importantes e planejar o seu dia com antecedência, tendo clareza do que rouba sua atenção, que tal eleger um dia durante a semana para brincar com o seu filho?

O fato é que sempre terá louça para lavar, casa para arrumar, relatório para fazer, trabalho para entregar…. Neste mundo das oportunidades, acabamos perdendo a capacidade de filtrar o que é verdadeiramente importante e na ânsia de querermos dar conta de tudo, nos distanciamos daquilo que realmente vale a pena: o momento presente.

Nos esquecemos de que as crianças vão crescer e que um dia não estarão mais pedindo para brincar com a gente ou cobrando a nossa companhia, por isso, se seu filho é importante para você, dê a ele o que você tem de mais precioso – o seu tempo de qualidade.

Não estou dizendo que isso é simples ou fácil de fazer, até porque se fosse fácil todo mundo faria, não teriam tantas pessoas se queixando e eu não estaria aqui escrevendo sobre isso, mas saiba que é possível. Comece fazendo algo simples, uma rodada de um jogo, uma brincadeira por 10 minutos, o que fizer mais sentido para você.

Lembre-se sempre de se lembrar de nunca se esquecer de que se você não ocupar seu tempo com aquilo que é importante para você, outras pessoas ocuparão com aquilo que for importante para elas, pois quem não tem agenda, vira agenda dos outros.

Vamos juntas?

Experimente seguir estas dicas e depois me conta como foi!

Com carinho, Aline.